Conheça o mais novo restaurante do chef Ducasse

Localizado no Jardim do Hôtel de Paris Monte-Carlo, o ÔMER, o mais novo restaurante de Alain Ducasse, oferece um menu inspirado na cozinha mediterrânea.

As receitas, interpretadas com um correto toque de leveza, expressam os sabores e o espírito da “grande tradição” dessas cozinhas – a tradição da generosidade e do compartilhamento.

O Mediterrâneo é o grande alento de Alain Ducasse. Por mais de 30 anos, ele passou por uma infinita variedade de produtos, tradições e receitas. Com seu chef Patrick Laine, ele oferece uma versão dessas cozinhas simultaneamente contemporânea e perfeitamente fiel àquela que compõe seu charme: um talento espontâneo de proporcionar felicidade aos convidados. “Reunir em Mônaco dentro de um quadro único do Hôtel de Paris Monte-Carlo todas as cozinhas do mediterrâneo, interpretando-as, e mais do que tudo eu testei e amei, cada vez gosto mais delas. É essa experiência que eu ofereço para os meus clientes no Ômer”, finaliza Ducasse.

A ala Rotunda, no Hôtel de Paris Monte-Carlo, foi totalmente renovada. A nova sala de jantar decorada por Pierre-Yves Rochon, tem os ares de um barco com generoso uso de madeira e leve toque colorido de couro e bronze escovado.

O que é melhor ainda, de fato, que uma viagem de navio ao Mediterrâneo, essa  leve imersão nos leva ao restaurante.

No coração desse espaço está o Wine Cercle,que recebe amadores para uma experiência excepcional  de vinho. Ao redor toda a sala de jantar desdobra-se na Rotunda. Do lado de fora, o deslumbrante jardim criado por Jean Mus estende-se em um arco e nos dias ensolarados, os hóspedes e clientes podem sentar-se no jardim embaixo de algumas árvores.

O menu para o jantar desenrola-se em uma deliciosa jornada através do Mediterrâneo, especialmente para descobrir as costas orientais. Dolmas da Turquia, falafels do Líbano, sardinhas marinadas gregas… o compartilhamento começa com as Mezes, uma excelente tradição Levantina.

CORES, SABORES, AROMA
A cozinha Mediterrânea  é  uma palette de cores –  lula em tinta preta, peixe azul, zucchini verde, iogurte branco, harisssa vermelho. É um mundo de sabores e aromas – alho, pimentões ou páprica defumada pontuando os pratos vegetais tendo com base alcachofras, funcho, aipo, alho-poró ou berinjelas. As ervas aromáticas ( manjerona, menta, coentro) e os temperos (cumim, cardamona, rase l- hanout) e seus delicados e encantadores aromas.

FRUGALIDADE
A cozinha mediterrânea é frugal, de camponeses e modestos pescadores. Vegetais, grãos e frutas secas, vários tipos de queijo (goat, ovelha e algumas vezes vaca) compõem a base essencial.

O menu do ÔMER, com trigo Cookpot, canela e cebolas,  beringelas defumadas zaalouk, amendoim e iogurte, acelga suiça e azeitona tagine (entre outros pratos), é rico em vegetais. Entretanto, a cozinha mediterrânea também é festiva, com galeto temperado, vitela grelhada, peixe grelhado ou simplesmente alguns mariscos sazonais de lá.  As sobremesas são criadas com frutas secas, frescas ou cristalizadas.

SIMPLICIDADE
A cozinha mediterrânea é uma cozinha feminina e rústica. Da costa da Andaluzia ao litoral libanês, da costa da Tunísia até o Golfo de Gênova, as mulheres são as que guardam os segredos e mantêm as tradições vivas, quase austeras. Assim, as preparações para a lula Tentaculaire caramelizada, lentilhas, beterrabas e repolho ou o cordeiro caramelizado M’Rouzia com arroz e tâmaras temperadas – elevam seus gostos sem excessiva preocupação com as convenções. O ÔMER seguiu seus passos – sem detalhes supérfluos e sem artifícios irrelevantes. O produto, a seu frescor e o seu sabor, são essenciais e as preparações continuam simples, fortes.

GENEROSIDADE

A cozinha mediterrânea reflete a simples e preciosa felicidade que é a de compartilhar a refeição. Essa convivialidade é possível através de detalhes e atenção. Todos à mesa se divertem e petiscam, mordiscam as mezes  e os aperitivos; os espetos no meio da mesa, apresentam sua comida para todos, e o peixe, desossado e servido para todos é fácil de compartilhar.

O CÍRCULO DO VINHO

Assim como alguém procura pela sombra de uma pequena rua em uma vila mediterrânea inundada de sol, o mesmo acontece com o prazer de entrar no Círculo do Vinho, um refúgio de segredos de vinho com iluminação suave. Está localizado sobre a mítica adega do Hôtel de Paris Monte-Carlo e oferece uma seleção de mais de mil garrafas. As absolutamente essenciais de Burgundy, Vale do Rhône e Bordeaux, dos quais os castelos e millésimes são oferecidos exclusivamente nessa adega.

Ela também oferece raros crus a partir de variedades nativas da produção da região do Mediterrâneo:  o Mar Egeu, as encostas do Monte Bargylus (no interior da Síria, Porto de Latakia), Galiléia, Cabo Bon, o Plateau de Saiss(perto de Meknès), as ilhas Baleares, Murcia, Andaluzia, Luguria, Campania, Sicília, Sardenha e Dalmacia. No centro existe uma mesa redonda cercada por vários  bancos de bar, onde os amantes do vinho se reúnem. A mesma variedade de diferentes climas são comparadas, tais como as uvas syrahs, cultivadas em diferentes regiões do mediterrâneo.

HARMONIA DE CONTEÚDO E RECIPIENTES

PAELLAS da Espanha, copos da Itália, autênticos pratos marroquinos com tempero tagine… a odisséia está na mesa como em sua cozinha.
A origem dos pratos e de sua combinação das receitas. O material (cerâmica, porcelana, mármore, tanoeira) e formatos variados.

O conjunto é vibrante e colorido, com vários toques de azul, especialmente nos pratos, evocando o Mediterrâneo.

O BREAKFAST IDEAL

O ÔMER é o endereço certo para um breakfast, abrindo às 7 da manhã o restaurante oferece um menu para café-da-manhã para todos os apetites, com vista para o Mediterrâneo.

IDENTIDADE VISUAL POR PIERRE TACHON

Pierre Tachon (da agência Soins Graphiques), Diretor Artístico de Ducasse Paris, criou o nome do restaurante o qual evoca como uma ode ao mar Mediterrâneo.

Também criou o logo no qual o Ô é transformado em um peixe piloto o qual acompanha os clientes em sua jornada marítima. Predominando a cor azul do mar e pontuado com temas da arquitetura mediterrânea.

EQUIPE
A equipe é toda imbuída com os princípios e a visão culinária de Alain Ducasse. Em Mônaco ou em outros estabelecimentos de Ducasse (alguns deles estão na equipe por décadas), eles cultivaram a paixão pelo verdadeiro sabor e perfeita hospitalidade.

Todos trazem sua própria sensibilidade para interpretar a linha editorial do ÔMER, definida por Alain Ducasse.

Head Chef: Patrick Laine

Pastry Chef: Dorian Lutzelschwab

Head Sommelier: Mathias Negro

Director: Michel Lang

CAPACIDADE:

72 Lugares

ÔMER

Hôtel de Paris Monte-Carlo– Rotonde Wing

Place du Casino

98000 Monaco

+377 98 06 39 39

omer@sbm.mc

Compartilhe