Constelação de chefs preparam jantar perfeito

Para esse evento, com assinatura da Haute Cuisine, os chefs Dominique Lory do restaurante Louis XV-Alain Ducasse, em Mônaco, Jean-Philippe Blondet do restaurante Alain Ducasse no The Dorchester, em Londres, e Kei Kojima do restaurante Beige Alain Ducasse em Tóquio, estarão em sintonia com os chefs do Le Meurice Jocelyn Herland e Cédric Grolet para um jantar de alto nível.

Partilhando a mesma paixão pelos produtos nobres, que enaltecem seu talento e criatividade, os chefs propõem, durante a noite, um menu composto por seus pratos de assinatura a serem desfrutados no restaurante Le Meurice Alain Ducasse, inspirado no Salon de la Paix do Palácio de Versalhes. Um cenário encantador que só pode destacar o prestígio deste evento e a garantia de uma cozinha refinada e memorável.

Menu

Vieiras marinadas, bergamota e delicado consomé de algas

Jean-Philippe Blondet, Alain Ducasse at The Dorchester

Cenouras, nabos e Abalone

By Kei Kojima, Beige Tokyo

Robalo Mediterrâneo com funcho e frutas cítricas de Mentonnais

By Dominique LoryLe Louis XV-Alain Ducasse

Lombo de veado,lardo di Colonnata e molho apimentado

By Jocelyn Herland, le Meurice Alain Ducasse

Tudo sobre pistache!

By Cédric Grolet, le Meurice Alain Ducasse

 € 580 por pessoa, com harmonização de vinhos

 

Informações: restaurant.LMP@dorchestercollection.com / +33 (0)1 44 58 10 79.

Pagamento solicitado no momento da reserva.

Chef Jocelyn Herland :

Nascido em Auvergne, Jocelyn Herland trabalha há muitos anos com Alain Ducasse. Ele ganhou seu certificado de formação profissional (CAP) de culinária em 1990, depois um certificado de confeitaria seguido por um bacharelado profissional. Ele descobriu o mundo da gastronomia no Clos de Longchamp, primeiro no salão de janar, com Francis Coulon, depois na cozinha com Jean-Marie Meulien. Começou a trabalhar no La Table du Marché com Christophe Leroy, que falou de seu talento para Alain Ducasse. Assim, em 1997 ele se tornou chef de partie no Le 59, o restaurante de Alain Ducasse na avenida Poincaré. Em dezembro de 2003, Jocelyn se juntou a Christophe Moret no restaurante Alain Ducasse no Plaza Athénée. Ele foi o primeiro sous-chef, depois o chef adjunto. Ducasse deu-lhe então a supervisão das cozinhas de seu restaurante Alain Ducasse no The Dorchester quando foi inaugurado em Londres, em novembro de 2007. O restaurante foi premiado com três estrelas Michelin em 2010. Jocelyn tornou-se Chef Executivo nas cozinhas do Hotel Le Meurice em janeiro de 2016.

Jean-Philippe Blondet : 

Nascido em Nice, no sul da França, Jean-Philippe Blondet trabalha ao lado de Alain Ducasse há vários anos. Sua primeira função com Alain Ducassefoi interessante, no Spoon do Sanderson, em Londres, de 2004 a 2006, onde ele progrediu para se tornar um Chef de Partie. Depois dessa experiência, ele juntou-se ao 3 estrelas Michelin, Le Louis XV-Alain Ducasse, no Hôtel de Paris, em Mônaco, o icônico restaurante de Alain Ducasse, na Riviera. Antes de voltar para Londres e se juntar a Alain Ducasse no The Dorchester, Jean-Philippe ocupou o cargo de Sous-Chef no Spoon em Hong Kong, aumentando ainda mais sua experiência internacional e satisfazendo a sua curiosidade e interesse em cozinhas do mundo. Em setembro de 2013, ele se juntou à equipe de Alain Ducasse no The Dorchester como Sous-Chef, com Jocelyn Herland, progredindo rapidamente para chef de cozinha dentro de 2 anos. Jean-Philippe Blondet tornou-se Chef Executivo da Alain Ducasse no The Dorchester em janeiro de 2016.

Kei Kojima : 

 Ele começou seu treinamento em 1988 sob as ordens sucessivas de Michel Guérard, Alain Chapel e Pierre Gagnaire. No entanto, foi com Alain Ducasse e seu braço direito Franck Cerutti que Kei Kojima mostrou suas habilidades no restaurante Louis XV Alain Ducasse em Mônaco, especialmente como um sub-chefe por 3 anos. Alain Ducasse diz que ele é o chef japonês que conhece melhor sua filosofia culinária, seu sincero respeito pelo produto e pelo solo local. Em 2008, ele se tornou o chef executivo do Bistrot Benoit, um cargo que ocupou por 3 anos antes de retornar ao Japão em 2010, onde assumiu o cargo de chef executivo do Beige Alain Ducasse em Tóquio.

 

 

 

 

 

Chef Dominique Lory : 

Após sua formatura, Dominique se juntou a Ladurée no Champs-Elysees, em Paris, como um semi-chef de partie. Em dezembro de 1998, ele cruzou pela primeira vez o caminho de Alain Ducasse, que ofereceu para ele se juntar à equipe de abertura do Spoon Food & Wine Paris como primeiro kitchen clerk, ao lado de Christophe Moret.Alain Ducasse o mandou a Saint-Tropez para o restaurante Spoon at Byblos, onde ficou até outubro de 2002 como chef. Alain Ducasse oferece então a ele um posto no Le Louis XV, em Mônaco, onde ele oficia por 4 anos como chef de partie para o Chef Franck Cerutti, que transmite seu amor pela cozinha mediterrânea, generosa, simples e sincera.Em janeiro de 2007, tornou-se sub-chef e depois deputy chef do restaurante Alain Ducasse no Plaza Athénée, em Paris.Em 2011, Alain Ducasse ofereceu-lhe a posição de chef do Louis XV. Dominique encontra Franck Cerutti – nomeado em 2008 o Chef Executivo dos restaurantes do Hôtel de Paris – que garante uma transição suave até 2013, ele então lhe confia as chaves das cozinhas do restaurante.

 Chef Cédric Grolet : 

O renomado pastry chef Cédric Grolet é o mestre indiscutível de sua arte. Depois de obter o seu certificado de aptidão profissional em confeitaria, chocolate e gelados em Puy en Velay, em 2002, obteve uma qualificação adicional em 2004, seguida de uma Brevet Technique des Métiers – a mais alta qualificação possível no seu campo – na famosa École Nationale – Supérieure de la Pâtisserie em Yssingeaux. Quando chegou a Paris em 2006, Grolet se juntou à equipe da Fauchon, onde permaneceu por cinco anos. Ele se juntou ao Le Meurice em 2012 como sous chef de confeitaria, subindo rapidamente para chef de confeitaria, depois de ter passado anos aperfeiçoando suas habilidades em chocolate e gelados em cozinhas em toda a França. Múltiplos prêmios depois, incluindo “Melhor Chef de Confeitaria do Ano” (Le Chef, 2015), “Melhor Chef de Confeitaria” (Gault & Millau, 2017) e “Melhor Chef de Confeitaria no Mundo 2018” (Os 50 Melhores Restaurantes do Mundo).

Compartilhe