Florianópolis e líder de eventos internacionais no sul

Florianópolis e líder de eventos internacionais no sul. Florianópolis é a quarta cidade que mais recebe eventos internacionais do Brasil, atrás somente de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. A ICCA (International Congress and Convention Association – em português, Associação Internacional de Congressos e Convenções) divulgou o ranking 2017 (referente aos eventos realizados em 2016) e a capital catarinense subiu uma posição, comparado com o ano anterior. A ICCA divulga os destinos que mais realizam eventos internacionais que sejam itinerantes, que tenham três edições ou mais e com o mínimo de 50 participantes. Saiba mais no ICCA

Logomarca do Florianópolis Convention

A capital de Santa Catarina, Florianópolis,  recebeu 16 eventos internacionais em 2016, seis a mais do que no ano anterior. Entre eles o 5th ISFHB (International Symposium on Fusarium Head Blight) and 2nd IWWB (International Workshop on Wheat Blast), JEWC (Junior Enterprise World Conference) e o 17th ICHA (International Conference on Harmful Algae) 2016, que foram captados com o apoio do Florianópolis e Região Convention & Visitors Bureau. Acompanhe no www.floripaconvention.com.br

Conforme o ranking, o Brasil caiu quatro posições na classificação geral e ocupa a 15ª posição tendo realizado 244 eventos internacionais em 2016. Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, França e Espanha ocupam as cinco primeiras colocações. “O setor de turismo é um dos que mais movimenta a economia, gerando emprego e consumo. Florianópolis continua crescendo e se destacando no mercado de eventos”, comenta o presidente do Floripa Convention, Marco Aurélio Floriani.

Para Floriani, o resultado se dá ao trabalho de apresentação do destino realizado pela entidade, devido à qualificação dos profissionais envolvidos no setor de eventos e infraestrutura oferecida para a realização dos congressos e feiras. “Promover a Grande Florianópolis e apoiar a captação de eventos são as principais ações do Convention”, destaca.

Outro ponto positivo elencado pelo presidente Floriani é que, segundo pesquisa divulgada pela Embratur (Instituto Brasileiro do Turismo), o turista internacional que chega ao Brasil para participar de um evento tem um gasto médio de aproximadamente US$ 329,39 por dia, o que representa quatro vezes mais do que o visitante a lazer, que é de US$ 73,77.

Compartilhe

Deixe uma resposta